Nubank Case Study

Visão geral

A Nubank é a uma fintech brasileira considerada a mais inovadora da América Latina, além de já ter sido premiada como o melhor cartão pelos clientes através da CVA Solutions e CardMonitor. Começou, inicialmente, apenas como de cartão de crédito em 2014, expandindo seus produtos durante os anos. Além disso, possui operação no México e Argentina.

 

O desafio

Criar uma Interface de Produto para Web, estilo Dashboard. Deve ser de apenas 1 página, contendo todo o conteúdo relevante para o produto que estiver trabalhando.

 

Minha função

  • Pesquisa de mercado e público-alvo;

  • Arquitetura da informação;

  • Wireframes e UI Design.

 

Entendendo o mercado​​

  • O Nubank é considerado o melhor banco do Brasil, segundo a Forbes;

​​

  • Atualmente, o Nubank é o maior banco digital independente do mundo, com mais de 25 milhões de clientes.

  • Bancos digitais: número de usuários pode chegar a 44 milhões em 2020

  • Dados mais positivos para o mercado mostram que 71,9% das pessoas estão dispostas a migrar de bancos tradicionais para os digitais, o que é estimulante para a concorrência.

.

  • Os novos usuários preferem migrar para um banco digital pela baixa burocracia, pela isenção de taxas e pela velocidade de cadastro, que é altamente ágil e desburocratizado.

  • O Brasil tem 127 milhões de cidadãos com acesso à Internet, o que representa 60,19% de todos os brasileiros. Desses, 99% acessam pela Internet e 57% também pelo computador. Entre os jovens de 18 a 25 anos, 88% têm acesso à rede mundial de computadores.

  • 62% buscam serviços que sejam personalizados com base nos dados pessoais fornecidos. E 54% é o número de brasileiros satisfeitos com seu banco, enquanto essa relação no mundo é de 63%.

  • 59% dos usuários de bancos digitais têm até 29 anos

  • A Cantarino Brasileiro, especializada em marketing e relacionamento para o setor financeiro, fez uma pesquisa com 1.004 brasileiros de todas as regiões do País para conhecer o perfil de quem usa bancos digitais e os motivos dos que não usam a modalidade.

  • O levantamento mostrou que 59% dos usuários de bancos digitais têm até 29 anos, enquanto 35% nessa mesma faixa etária são usuários de bancos tradicionais. O dado confirma que a migração para os serviços digitais é mais evidente quanto mais jovem é o usuário.

  • Outra informação que pode contribuir com o planejamento de serviços digitais para bancos, é a lista de critérios que os usuários levam em consideração na hora de escolher um banco. De forma geral, incluindo ambos os tipos de banco, a taxa/economia é o principal critério para a maior parte: 56%. No digital, é decisivo para 61% das pessoas e no tradicional para 50%.

  • Para os usuários de bancos tradicionais, os pontos negativos de um banco digital, 38% dos usuários de bancos tradicionais citam a dificuldade de acesso, 37% consideram a falta de segurança, 27% sentem falta do contato presencial, 21% gostariam de ter uma agência física e 20% não veem problema algum nos bancos digitais.

  • Entre os usuários de contas digitais, 21% citam como problema a dificuldade de acesso, 12% falam a falta de segurança, 15% gostariam de mais contato presencial, 20% sentem falta de agências físicas, e 45% dos usuários não veem problemas.

Fontes:

https://www.forbes.com/worlds-best-banks/#2302db5c1295

https://www.windowsteam.com.br/o-que-e-nubank-conheca-a-fintech-brasileira/

https://www.euqueroinvestir.com/bancos-digitais-numero-de-usuarios-pode-chegar-a-44-milhoes-em-2020/

https://cantarinobrasileiro.com.br/blog/59-dos-usuarios-de-bancos-digitais-tem-ate-29-anos/


Aproveitamento

 

Como eu já havia feito anteriormente uma pesquisa com usuários de bancos digitais, aproveitei estas métricas para este projeto. Com 20 usuários, descobri:

  • 75% dos usuários de bancos digitais são jovens entre 18 e 29 anos;

  • Em sua maioria, estudantes;

  • 60% tem renda entre R$781 a R$2.600

  • 55% se interessa pela anuidade zero

  • 35% por TED e DOCs gratuitos

Matriz CSD

Depois de uma extensa Desk Research, fiz uma Matriz CSD para organizar todas as informações que eu tinha:

Screen_Shot_2020-08-05_at_21.45.44.png

Entrevista com Usuários

Apesar de ter uma extensa pesquisa e saber o interesse do usuário de vários bancos digitais, ainda me restava algumas dúvidas sobre como o usuário real do Nubank, em específico, usava as ferramentas da fintech no dia-a-dia. Para isso, elaborei uma pequena survey quatitativa para me ajudar com essas suposições e dúvidas e validar algumas hipóteses.

Em um formulário preenchido por 12 voluntários, descobri:

  • 75% possuem tanto o cartão de crédito quanto a Nuconta;

  • A função mais usada é transferencia bancária, preenchida por 50% dos usuários;

  • 25,00% procuram conferir o histórico de compras do cartão;

  • 41,67% usam NuConta para guardar dinheiro, pois rende mais que a poupança;

  • 16,67% tem a NuConta como principal conta bancária;

  • 16,67% tem banco tradicional como conta principal, mas gostariam de migrar para a NuConta;

  • 58,33% concordam que é sempre bom ter uma versão web sempre a disposição em caso de emergências.

Persona


Depois de coletar as informações, criei uma persona para ter mais claro todas as informações coletadas.

persona.png

Benchmarking

Para começar, procurei entender como funciona uma dashboard antes de começar a desenvolver os wireframes, na qual eu cheguei a conclusão:

  • O excesso de cores traz um aspecto cansativo ao painel — e o objetivo é, ao contrário, dar um aspecto visual agradável aos gráficos e indicadores na tela.

  • O dashboard precisa de objetividade. Deve ser feita a escolha dos indicadores mais importantes e necessários, para então dispô-los na tela. Quando há excesso de dados, o dashboad perde a sua razão de ser e o senso de prioridade.

Depois, fiz um benchmarking com dashboards para tentar ver como as empresas trabalhavam as principais informações. O que mais percebi foi que geralmente usavam um menu de usuários nas laterais e as principais informações ficavam destacadas na parte de cima em um visual minimalista. 

Screen_Shot_2020-08-07_at_16.17.41.png
dashboard-excel.jpg

Wireframes

Partindo para a fase de wiframes, procurei seguir os seguintes objetivos baseados em todas as informações levantadas:

  • Ser uma versão de emergências, obtendo algumas funções do APP;

  • Poder realizar transferencias e depósitos;

  • Obter visualização do histórico de faturas;

  • Obter visualização de informações tanto do cartão de crédito quanto de débito.

Nuconta

Como transferencia é a função mais usada e faz parte das operação de débito, coloquei em primeira aba. Dando destaque ao saldo disponível e transferencia, seguido do histórico de atividade.

WhatsApp_Image_2020-08-07_at_21.02.27.jp

Nubank Crédito

Seguindo na segunda aba, também dando destaque ao valor da fatura e a opção de pagamento através do Web App, além de histórico de atividade. Seguido depois, de categoria de compras. 

WhatsApp_Image_2020-08-08_at_18.59.08.jp

Mood Board

Antes de começar a criar a interface do meu protótipo, procurei algumas referencias minimalistas e que seguissem o brand da Nubank. A partir disso, criei o seguinte mood board:

moodboard.png

UI Design

Seguindo para a parte final do projeto, procurei seguir uma interface minimalista e objetiva, deixando as principais informações em destaque para alcance do usuário.

mockup-nubank.png